Centro Mariápolis Ginetta Imagem Aérea

Seja bem vindo(a) ao

Centro Mariápolis Ginetta

Painted Black Arrow

UMA GRANDE FAMÍLIA QUE COLABORA

PARA A FRATERNIDADE UNIVERSAL

Nada do que é feito por amor é pequeno
Chiara Lubich

Centro Mariápolis Ginetta Chiara Lubich

 O Centro Mariápolis Ginetta é um centro de eventos e também um local de formação e convivência na cultura da unidade, carisma que fez nascer em 1943, na Itália, o Movimento dos Focolares.

 

Sua fundadora, Chiara Lubich, colocando em prática a fraternidade universal, o respeito com o diferente e a importância de estabelecer relacionamentos verdadeiros, baseados no amor e na caridade, sonhava com cidades modelo espalhadas em todo o mundo, acolhendo pessoas que, assim como ela e um pequeno grupo de amigas, quisessem experimentar os frutos dessa experiência. Assim nasceu a Mariápolis Ginetta.

 

Desde 1972, os primeiros moradores deste pequeno bairro em Vargem Grande Paulista, na época Ginetta Calliari, Volo e outros pioneiros da vida do Movimento dos Focolares no Brasil, reforçaram a criação de um centro de eventos para promover o encontro de pessoas que, até hoje, buscam estreitar o relacionamento com a comunidade local, participando de formações sobre diversos temas da atualidade, dividindo histórias de superação e construindo uma nova realidade, fundamentada no amor recíproco, na paz, na fraternidade, no respeito e na valorização das diferenças.

 

Com um olhar sempre atento às necessidades daqueles que passam por aqui, nosso objetivo é inspirar pessoas em todo o mundo para viver da mesma forma, através da promoção de encontros e eventos que buscam transformar a sociedade em que vivemos.

A NOSSA HISTÓRIA

No ano 1967 havia apenas uma pequena casa de pau a pique, sem água e sem luz elétrica. Foram a comunhão de dinheiro, forças, braços, talentos, tempo, ousadia e a fé na providência que a construíram. Após a inauguração, em 1972, os moradores começaram a chegar. Hoje são mais de 200, famílias, jovens, crianças, profissionais, sacerdotes e religiosos, de todas as regiões do Brasil e do mundo: Itália, Chile, Portugal, Argentina, Holanda, Alemanha, China, Congo, Colômbia e muitas outras.

A Mariapolis Ginetta é conhecida em todo o mundo porque aqui, no ano 1991, Chiara Lubich deu inicio a um projeto inovador que se espalhou em muitos países: a “Economia de Comunhão”, inspirada pela “cultura da partilha”, para oferecer uma resposta ao drama da pobreza e desigualdade. A apenas 4 km, nasceu o primeiro Pólo Empresarial do mundo. É o que mais caracteriza a Mariápolis. Como destacou Chiara – “queria ser um farol e uma esperança” pela nossa terra de grandes contrastes socioeconômicos.

Juntamente aos negócios locais e à SMF, entidade social do Movimento dos Focolares, apoiamos as obras sociais Jardim Margarida e Bairro do Carmo, iniciativas que criam um grande impacto social nos locais menos favorecidos, ao redor da Mariápolis Ginetta.

Aqui se formam jovens, famílias, religiosos, padres. Eles vêm aqui para alguns meses, um ano ou poucos dias. Já o Centro Mariápolis Ginetta acolhe eventos nacionais e internacionais pela formação espiritual, dos membros do Movimento dos Focolares, de Igrejas, movimentos, empresas e organizações com e sem fins comerciais.

 

Os comércios localizados nos arredores do centro de eventos fazem parte dessa rede e oferecem:

  • A Adsumum Alimentum oferece refeições completas, além de marmitas e pratos congelados; 

  • Editora Cidade Nova publica livros e uma revista mensal, para difundir fatos e mudanças de nosso tempo, através do olhar da fraternidade;

  • A Padaria Espiga Dourada oferece centenas de pães, doces, além de refeições no local. A calorosa recepção e carinho com cada um que visita é um verdadeiro cartão de visitas;

  • A De Luigia é uma loja de roupa e artesanato que leva a moda clássica e casual feminina;

  • O Atelier Zelianarte utiliza materiais recicláveis para criar produtos de decoração e papelaria.

Aprecie as imagens abaixo, que fazem parte da nossa mostra virtual:

CONHEÇA A IGREJA

DE JESUS EUCARISTIA

 Na tarde do dia 26 de abril de 1998, a Igreja de Jesus Eucaristia foi solenemente inaugurada: um momento inesquecível no qual a atmosfera sagrada se fundia com a alegria profunda e transbordante das mil pessoas presentes.

 

Chiara Lubich estava ali, acompanhada por vários dos seus colaboradores do Centro do Movimento, além de autoridades civis e religiosas, inclusive o então copresidente judeu da Fraternidade Cristão-Judaica de São Paulo, Dr. Carlos Barbouth, o Prefeito de Vargem Grande Paulista na ocasião (Sr. Roque de Morais) e vários vereadores. Após a cerimônia da inauguração, Chiara quis ver todos os detalhes da Igreja e, no decorrer da visita, exclamou: “É um esplendor!”.

Ginetta Calliaria, que dá nome à Mariápolis dizia que "O projeto e a execução da Igreja materializaram esse “sonho”, numa contínua troca de idéias e soluções à luz de Jesus presente entre todas as pessoas que, de várias maneiras, deram a sua colaboração."

A construção foi projetada para 400 pessoas sentadas, com uma porta principal e duas laterais. A sacristia fica atrás do presbitério. Nos ângulos ficam a sala de controle de som e o confessionário. Os três grandes sinos que adornam a Igreja pesam em torno de 600kg, e tocam as notas “si”, “dó” e “mi”.

Nenhuma parede toca o teto, de todos os ângulos se entrevê o externo, o céu. Todo o conjunto é permeado pela luz e recolhido no seu centro. Todos os pilares, vigas e paredes se orientam para um único ponto, como se a matéria estivesse em permanente adoração a Deus. O piso se eleva com degraus em direção ao sacrário, e também o teto converge a esse cone central.

Experiências fortes aconteceram também com outros profissionais, que colocaram à disposição práticas e competências, num clima de ajuda e respeito mútuo. Houve comunhão até mesmo de “ferramentas” necessárias para a execução da obra como andaimes, guinchos, vibradores, etc. Assistimos a verdadeiros milagres e continuamos a assistir em relação à manutenção e uso da Igreja ao longo dos anos.

Ontem sonhei com uma Igreja no ponto mais alto da Mariápolis, dedicada a Jesus Eucaristia

Chiara Lubich

Centro Mariápolis Ginetta Igreja de Jesu
WhatsApp.png